Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 08.12.17

Ela chama-me "Carla"

 

 

IMG_9681.jpg


Ainda no outro dia nasceu. Gordinha e muito séria. Linda!

Durante muitos meses era muito agarrada a mim, só queria o meu colo e era eu que lhe dava maior conforto.

Por volta dos 16 meses apanhou a fase "Pai" que ainda está agudíssima. Vai para a porta chamar pelo pai, pergunta várias vezes pelo pai durante o dia e, quando vamos os dois buscá-la à creche, se me vê primeiro pergunta logo pelo pai.

A noite passada não dormimos nada: eu, o Milton e a Maria. Ela está com bronquiolite (outra vez) e passou a noite a tossir e a resmungar. Nós, preocupados e a vigiar a respiração dela, também não dormimos grande coisa.

Como estou de férias, ela ficou em casa comigo. A meio da manhã ela fez uma soneca e eu apaguei completamente também. Acordei com ela aos gritos na cama. Já devia estar a chamar-me há imenso tempo.

Arrastei-me com ela até à sala, dei-lhe bolacha Maria (sim, estou a tentar deixar mas temos pacotes para casos de emergência como este) e prendi-a na espreguiçadeira a ver desenhos animados enquanto eu praticamente desmaiava de sono no sofá. 

Isto de passar a dormir a noite toda e, de repente, ficar uma noite praticamente em claro, pode ser mais duro que passar meses sem dormir mais de 4 horas seguidas. Comigo é assim.

Passados uns minutos acordo com ela a chamar-me: "Carla", "Carla", "Carla".

E tive que acordar.

E é isto. :)

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.