Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 24.01.22

Carla, a cozinheira amadora que nem gosta de cozinhar, fez uns pães de queijo muito decentes

Receita para a bimby

Purpurina
De vez em quando tenho uns acessos de vontade de cozinhar. Em mim, é uma coisa bem estranha, mas uma pessoa tenta aceitar e ver no que dá. Tem dado em alguma treta, muitas vezes. Fiz um caril de grão com molho de manga que o Milton detestou e eu e a Lara gostámos muito. Fiz umas bolachas de dois ingredientes de que todos detestaram, inclusive eu, mas todos comeram. Eu ia ficando com uma presa a caminho do estômago, de tão seca que estava. Vi-me grega para aquilo descer!  Fiz, (...)
Qui | 20.01.22

Maria e o seu interesse pelo Salazar

Purpurina
Apesar de grande parte das convicções que eu tinha sobre educação terem caído por terra depois de eu ter sido mãe e, automaticamente, bafejada com uma avalanche de realidade, algumas mantiveram-se: - Faço um esforço consciente para ensinar os meus filhos a serem tolerantes e a não se sentirem inferiores ou superiores a ninguém; - Tento que se habituem a comer bem e sem excessos; - Ensino-lhes, sempre que surge uma boa oportunidade, as partes da história do mundo e de (...)
Seg | 17.01.22

Devíamos ser todos Ringo Starr

Análise muito leviana do documentário: "The Beatles: Get Back"

Purpurina
Dois apontamentos antes de começar a revelar os meus pensamentos sobre o documentário: 1- Para quem não souber, trata-se de um documentário de Peter Jackson (diretor de "O Senhor dos Anéis"), que retrata a gravação do último álbum dos Beatles. A narrativa deste documentário foi construída a partir de mais de 60 horas de imagens e 150 horas de áudio, inéditos. No filme documental vemos os quatro músicos a compor temas novos, num retrato que os humaniza mostrando-os a (...)
Qui | 13.01.22

Eduardo #31

O asseado

Purpurina
Já tinha referido aqui que o Eduardo não pode ver um bocadinho de água na roupa que começa a gritar que está sujo. Imaginem quando, nas brincadeiras no parque, se suja mesmo. É um drama. Chega a gritar como se lhe estivesse a doer qualquer coisa e, nós, invariavelmente, não nos conseguimos impedir de rir. A última exigência dele, no que ao asseio diz respeito, foi comer de bata de pintura, daquelas de plástico, com mangas compridas. Eu ainda tentei demovê-lo, dando-lhe um (...)
Seg | 10.01.22

Livros para os miúdos lerem sozinhos #1

Purpurina
A Lara, que está no segundo ano, está a começar com estas coleções. São uma versão mais simples e com menos textos das coleções: "Os Cinco" e "Os Sete". Ainda lê devagar, mas já mostra interesse e pega nos livros para ler sozinha. Conhecem outros livros bons para começar?
Sex | 07.01.22

Maria #53

A auto cabeleireira

Purpurina
Tinha cortado o cabelo à Maria direito. Sem franja, sem escadeado. Direitinho. Depois, reparei que ela parecia ter uma franja. No meio dos afazeres, não pensei mais nisso. Noutro dia, vejo mechas de cabelo no chão da casa de banho... E reparo que a Maria tem o cabelo ligeiramente escadeado. Prometi-lhe que não ralhava e ela contou-me que tinha andado a cortar o cabelo, com a tesoura de cortar o cabelo que guardamos na gaveta da casa de banho, em dias diferentes. Queria (...)
Seg | 03.01.22

Acreditem ou não, criei uma receita

Bróculos salteados com queijo feta e cajus

Purpurina
O nome da receita já diz tudo: "Brócolos salteados com queijo feta e cajus".  Não disse que era uma receita complexa, pois não?  Ocorreu que já eram mais de 21h00, não tinha jantar feito e já tinha uns brócolos cortados e lavados no frigorífico, que não tinha chegado a cozinhar. E, mais de uma forma automática e impensada, do que sob a influência de uma genuína vontade de cozinhar, agarrei no Wok e coloquei azeite no fundo. Piquei uma cebola e três dentes de alho e (...)
Qui | 30.12.21

Voltei a ler desenfreadamente

Purpurina
Este foi o primeiro livro que li, de forma desenfreada, em 7 anos. E foi ótimo! Que sensação boa minha gente. Aproveitar cada momento, cada pausa, cada ida ao WC para ler sem parar. Já tinha lido a autobiografia  do Woody Allen, mas demorei bastante tempo a terminar. Entretanto já acabei mais um livro, o "Escrever" do Stephen King e estou a ler a uma velocidade inacreditável "O Filho de Mil Homens" de Valter Hugo Mãe. Ler é uma das atividades que mais me faz feliz e, vejo (...)
Seg | 27.12.21

Pecados consumistas: os livros de atividades para os miúdos

Purpurina
É um ponto fraco, bem fraquinho, no meu caminho para uma vida cada vez mais minimalista. Não sei bem o que me dá mas, sempre que me deparo com livros de atividades para os miúdos, fico com uma vontade incontrolável de os comprar. Isto deve ter uma explicação qualquer. Provavelmente gostaria de ter tido estes livros em criança, provavelmente sou eu que gosto deste tipo de atividades e os miúdos nem ligam tanto... não sei. Os miúdos gostam de fazer as atividades dos livros, (...)
Qui | 23.12.21

Respostas a perguntas que ninguém me fez #3

O estilo de vida minimalista

Purpurina
1- Qual foi a última coisa que compraste? Presentes de Natal para os filhos: dois para cada um. 2- Cita uma coisa que deixaste de comprar. Vernizes para as unhas. 3-  Qual foi a tua maior dificuldade com o minimalismo? Ainda está a ser. Comprar menos comida e menos livros de atividades para os miúdos. 4- O que é que o minimalismo mudou na tua vida? Tornou-a muito mais simples e organizada. A minha casa está mais arrumada, mais fácil de limpar e de organizar. Não demoro muito (...)