Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 14.12.16

A árvore de Natal da Lara

Há uns dias comprei uma cartolina branca para fazer uma atividade de outono com a Lara.O objetivo era desenhar umas árvores e colar nos seus ramos folhas apanhadas pela Lara no jardim.

 

Com as chuvadas que têm feito, o plano foi, literalmente, por água abaixo.Então decidi fazer uma coisas diferente com a cartolina. Pensei em algo que a Lara gostasse de fazer, que fosse especial para ela e que pudéssemos fazer num destes fins de semana chuvosos em que não apetece sair de casa.Aproveitei uma das sestas da Maria e pus-me a desenhar um pinheiro na cartolina.

 

Peguei nos lápis de cera da Lara e tão rápido quanto pude - antes que a Maria acordasse - pintei o pinheiro, colei tirinhas de fita de velcro em vários sítios, fui procurar material na minha caixa dos tecidos e recortei fitinhas brilhantes, e bolinhas de feltro, e cartolina de várias cores.Coloquei tudo numa caixinha de papel com um pouco de massa adesiva (para colar as fitinhas e as bolas de cartolina porque as bolinhas de feltro colam-se ao velcro) e escondi tudo em cima do armário.

 

A meio da manhã de domingo, colei a cartolina com o pinheiro na parede do quarto da Lara e disse-lhe que era a sua árvore de Natal e que, se ela quisesse, ficaria ali até ao fim do ano.Decorámos a árvore juntas e todos os dias ela brinca com a árvore. Tira as bolinhas e volta a colocar, olha para ela e diz: "A minha árvore de Natal!", toda orgulhosa e contente. :)

 

É tão simples fazer as crianças felizes! Não é preciso prendas caras, nem brincadeiras muito complexas. Basta papel, uns lápis e disposição para brincar com elas. Na verdade, isso é tudo o que elas querem.

 

Nem sempre existe tempo ou vontade. É um facto. Nem sempre nos apetece brincar às casinhas, ou ler a história do carneirinho pela 28765ª vez ou brincar às escondidas antes das 7 da manhã. Sinto-me confortável com isso. Não temos que ser pais perfeitos, até porque isso não existe.Sinceramente, nem me parece desejável. Parece-me até um pouco chata essa noção de pais perfeitos. Mas, todos os dias brincamos com as nossas filhas. Ou à tarde depois da creche, ou à noite antes do jantar ou antes delas dormirem, ou de tarde até à noite quando a disposição e o tempo o permitem.Mesmo agora que elas ainda são tão pequeninas, tenho a sensação que o tempo está a andar a uma velocidade 10 vezes superior ao normal.

 

Cada momento é especial e irrepetível. E nada me dá tanto prazer como fazer alguma coisa com elas e ver como isso as deixa felizes. Nada, até hoje, se compara a essa sensação de estar a fazer a coisa certa, na hora certa.

A árvore de Natal da Lara

Acho que o Pai Natal vai ter que fazer uma paragem por esta árvore também. :)arvore-de-natal-4arvore-de-natal-5arvore-de-natal-7arvore-de-natal-8arvore-de-natal-2arvore-de-natal-3arvore-de-natal-1

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.