Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 20.09.16

Comprar roupa de grávida: sim ou não?

gravida 7.jpg

 


Quando engravidei da Lara comprei algumas coisas e emprestaram-me outras.Deram-me umas calças de ganga que usei imensas vezes e foram das melhores peças que usei.Depois comprei soutiens de amamentação, vestidos, camisolas, pijamas, leggins, uma faixa para a barriga e collants.

 

Depois de ter a minha filha, olhei bem para tudo o que tinha de roupa de grávida e concluí que só tinha usado cerca de 15% daquilo.Claro que algumas pessoas podem encontrar utilidade numa série de peças para grávida que a mim não me deram jeito nenhum e vice-versa mas, de facto, parece-me que nos conseguimos desenrascar muito bem sem precisar de comprar muitas coisas.

 

Resumindo, eis o que me deu mais jeito:

 

Soutiens de amamentação

 

 

Como tive que comprar soutiens de qualquer forma, uma vez que os meus deixaram de me servir, fez-me sentido comprar de amamentação. Deram-me imenso jeito para amamentar a minha filha de uma forma prática e rápida, sem ter de me despir muito para isso. Comprei quatro e usei imenso.

 

Calças de grávida

Deram-me umas de ganga e comprei duas de pijama e umas leggins para usar em casa. Usei mesmo muito.A partir dos 4 meses de gravidez, deixei de conseguir usar as minhas calças e a única solução foi mesmo usar calças de grávida. Aqui não há grande volta a dar. calças só mesmo de grávida.

 

Collants de grávida

Usei bastante. Comprei uns cinco pares e fartei-me de os usar. Como andava quase sempre de vestido no inverno, revelaram-se uma das minhas melhores compras.

 

O que não me deu jeito nenhum:

Todas as camisolas que comprei.

 

Usei muito pouco porque não eram práticas (com aqueles buracos todos no tecido para colocar a mama de fora que não resultavam de maneira nenhuma. Tinha que me despir na mesma).

 

Durante a gravidez, as minhas camisolas normais sempre me serviram, ou por serem largas ou de tecido elástico. Depois da gravidez, o mais prático para amamentar era levantar a camisola, mesmo em relação às supostas camisolas de amamentação, por isso acabei por não usar quase nada do que comprei de camisolas.

 

Vestidos

Em relação aos vestidos, a mesma coisa. Quase todos os meus vestidos são de algodão flexível e serviram-me até ao fim da gravidez. Não alargaram e, mesmo sem estar grávida, continuei a usá-los. Portanto, os que comprei não serviram para nada.A faixa para segurar a barriga também não se revelou de grande utilidade. Nem sei se a cheguei a usar alguma vez.Tudo o que comprei foi na vertbaudet e fiquei muito bem servida.

 

Para quem não quiser gastar muito dinheiro a comprar roupa de grávida recomendo apenas 3 peças essenciais como as que estão nas imagens abaixo: leggins, collans e calças de grávida. A relação preço qualidade é muito boa. As peças que usei serviram-me para a gravidez das minhas duas filhas e algumas ainda estão em excelente estado.

 

Para mim, as melhores peças da vertbaudet

(clicar nas imagens para ver preços e outras informações sobre os produtos)

 

 

 

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.