Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Dom | 10.03.19

E aplicar o minimalismo aos pensamentos? Isso é que era.

minimalismo.jpg


Gosto de pensar que sou minimalista e, de facto, acho mesmo o que sou.
Materialmente falando, pelo menos. Tenho poucas coisas: pouca roupa, poucos sapatos, poucos acessórios, poucos móveis e poucos pertences em geral. 

Agora há uma secção que me pertence que está mesmo a precisar de ser destralhada: a minha mente.

A minha mente bem podia ser minimalista. Tenho tantos pensamentos desnecessários, tantas ideias que não tenho tempo para concretizar que fico zonza só de pensar nisso.

Tenho tantos livros para ler, tantas ideias para discutir, tantas coisas para dizer e escrever que, muitas vezes, falo sozinha em voz alta para escoar alguns pensamentos.

Gostava de destralhar a minha mente e arrumar tudo em compartimentos muito organizados e limpinhos. Depois, de uma forma muito prática, ia abrindo um compartimento de cada vez, tratava do que tivesse que tratar e arrumava tudo muito bem antes de abrir outro. E, se possível, até mantinha os compartimentos todos fechados durante uns minutos, todos os dias.

Será que quero transformar-me num homem?!


 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.