Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 14.05.21

Eduardo #21

As aprendizagens

 

IMG-1883.jpg

Neste tempo de todo em que estivemos em casa, em teletrabalho e escola "à distância", o Eduardo fez as atividades da escola apenas 1 dia (e incompletas).

A prioridade tem sido, naturalmente, a Lara, que está no 1º ano. Logo depois vem a Maria, que tem algumas atividades com letras e números e, por último, o Eduardo,  que ainda não sabe contar direito, nem nomear as cores todas.


Mas, no meio desta situação toda em que andamos em cima uns dos outros o dia todo, a trabalhar, a cuidar das crianças, a ser professores, a tentar ter alguma comida na mesa e alguma roupa lavada para vestir às crianças, o Eduardo vai aprendendo algumas coisas:

- A lidar com mulheres como deve de ser.
Quando me aborreço com ele (o que, confesso, acontece raramente) ele dá-me um beijo e diz, com um ar muito arrependido: "Desculpa, mãe."

- A arrumar
Neste caso, acho que é uma característica mesmo dele. O rapaz é super arrumadinho e gosta muito de limpar janelas, limpar o chão, arrumar brinquedos, etc.

- A ser paciente
Aguarda a sua vez de escolher desenhos animados com relativa paciência. De vez em quando, quando se farta de vez os Pokemons ou a Vampirina, lá se põe à frente da televisão em protesto mas, regra geral, é muito paciente.

- A fazer-se ouvir
Como membro mais novo da família, é constantemente ignorado pela irmãs. Todavia, vai sempre falando e dando a sua opinião , sempre com um tom calmo e decidido. É muito engraçado vê-lo a tentar participar com determinação, mesmo quando é claramente ignorado.

- A dormir sozinho
O Eduardo já tem uma caminha de adulto e dorme sozinho sem problemas. Lá se levanta uma ou duas vezes antes de adormecer, mas nada de especial nem de grandes birras.

- A focar-se no que realmente interessa
Não raramente, estão as miúdas em plena birra, numa gritaria ensurdecedora e o Eduardo, a um metro delas, nem mexe uma pestana, concentradíssimo, impávido e sereno,  a fazer puzzles de encaixe, enquanto o caos o rodeia.

Nada substitui a professora do Eduardo e tudo o que ele aprende na escola. Cá por casa, vai aprendendo coisas diferentes que, acreditamos nós, também lhe podem dar umas bases interessantes para a vida adulta, pelo menos no que diz respeito a "aturar mulheres".

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.