Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 07.09.16

Fartei-me de gritar e a minha filha veio consolar-me

filha 7

 

Eu bem tentei não gritar, porque a Lara (de 2 anos) já estava deitada mas não consegui evitar.O horror tomou conta de mim e não me consegui controlar.

 

Tudo começou durante o jantar.Estava com o Milton a comer sushi que ele tinha trazido para o jantar quando tenho uma sensação estranha atrás de mim.

 

Não liguei muito a esta "intuição" porque muitas vezes é o gato a passar.Acabámos de comer e preparei-me para lavar a loiça.

 

Foi aí que a vi. Ia-me dando um fanico logo ali.Vejo a caminhar, toda apressada, uma barata do tamanho de um rato pequeno. Horrível! Pavorosa!Senti logo um arrepio na espinha e o estômago a dar voltas. QUE NOJO!!!!!!! Fiquei cheia de nervos e entre gritos e exclamações de horror vejo o Milton a tentar apanhá-la sem sucesso!

 

A barata andava às voltas pela cozinha a poucos centímetros dos meus pés. Saltei logo para cima das bancadas da cozinha antes que a baratona me roesse os dedos dos pés (bem sei que não têm dentes mas foi isso que senti).

 

O Milton lá a apanhou e eu fui para o corredor tentar recompor-me.Nesse momento vejo a porta do quarto da Lara a abrir e ela a sair de lá com um ar de quem está a tentar perceber o que se passa. Ela olhou para mim com um ar levemente preoupado e surpreso e deu-me a mão numa atitude meiguinha e apaziguadora.Tão fofinha! Claro que fiquei logo melhor.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.