Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 12.08.15

Férias cá dentro #2

Nestas férias de verão não pudemos viajar, pelo que vamos fazer umas "férias cá dentro".

 

No entanto, quando "cá dentro" significa na ilha de São Miguel, as férias prometem ser fabulosas!Começo a acreditar que não conseguimos sair de cá apenas para termos mais dias para conhecer melhor e usufruir desta ilha que é a minha casa há vários anos.Hoje, contrariando o que costuma ser a minha preferência, fomos  uma praia popular: a praia de Santa Bárbara na Ribeira Grande, na zona norte da ilha.Já lá tinha estado em trabalho, para beber café, ou apenas para passear mas, vai-se lá saber porquê, nunca tinha ido lá mesmo para "fazer praia".

 

Hoje foi o dia.

 

Realmente a praia tem muita gente mas, ao contrário do que esperava, isso apenas a tornou ainda mais interessante e animada.

 

Fartei-me de ver gente bonita e bem disposta como não via há muito tempo por aqui.

 

O bar Tuká Tulá estava cheio mas ainda conseguimos uma mesa de frente para o mar, para beber café e ler um pouco, enquanto a Lara fazia a sua parte, dormindo a sesta no carrinho.

 

O dia estava maravilhoso: o sol temperado com uma brisa agradável não deixava que nos fartássemos do calor; a água, completamente transparente, formava pequenas baías e zonas as altas de areia, fenómeno que sempre adorei  numa praia e nunca tinha encontrado aqui nos Açores.

 

Estão a ver aquelas zonas, depois de uma baía, onde a água pouco passa dos calcanhares, onde várias ondinhas minúsculas se cruzam e podemos caminhar no meio do mar como se estivéssemos num sonho?

 

Provavelmente toda a gente está familiarizada com este "fenómeno" e até nem gostam muito de ter que levar com essa zona alta de areia, mas eu sempre adorei.

 

Deliciei-me a passear com a Lara numa dessas zonas encantadas, rodeada por um mar azul salpicado pela purpurina dourada do sol.

 

O areal é muito extenso e, embora a praia estivesse cheia de gente, existiam zonas sem ninguém, onde  a praia estava quase deserta.

 

Passeámos pela praia toda, a Lara fartou-se de andar e rebolar na areia e eu acho que encontrei a minha "praia popular" preferida.

 

Foram quatro horinhas de "turismo caseiro" extremamente agradável e recomendável.

 

praia 7praia 3praia 1 praia 8

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.