Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qui | 07.06.18

Gravidez do terceiro filho: diferenças e semelhanças

gravidez terceiro filho .jpg

 

Semelhanças: poucas... tal como aconteceu com a Maria os sintomas iniciais foram poucos ou nenhuns e, mais uma vez, foi uma surpresa descobrir que estava grávida.

Diferenças: nem sei bem por onde começar por isso vou fazer uma lista de todas as diferenças de que me lembro.

 1- Os enjoos. Caramba então é isso que muitas mulheres grávidas sentem nos primeiros meses de gravidez! Nunca tinha sentido tal coisa. E, naturalmente, não fui grande apreciadora. Parecia que estava sempre com gastroenterite. Comer uma simples maçã de manhã e ter logo vontade de a vomitar foi uma das sensações mais inesperadas que tive relacionadas com a gravidez. Na gravidezes da Lara e da Maria nunca senti nada assim. Praticamente não tive enjoos. 
Desta vez tive durante os 3 primeiros meses. Felizmente passaram e nunca cheguei a vomitar. Bastava deitar-me e ficar muito sossegada e a respirar fundo até que passassem. Mas que eram desagradáveis eram.

2- A barriga a crescer. Enorme! Logo aos 2 meses de gravidez a roupa começou a apertar-me. Tive que vestir roupas mais largas e calças de grávida muito mais cedo. Com o passar do tempo fui ficando enorme cada vez mais cedo. Não eu, mas a minha barriga.

3- Barriga espetada para a frente.
Creio que com a Lara também tinha uma barriga assim mas com a Maria fiquei com uma cintura larguíssima, tipo barril. Aqui o rapaz faz uma barriga grande mas toda espetada para a frente.

4- O cansaço. Muito mais e muito mais cedo.
Se com a Lara andei quase sempre bem, com a Maria já fiquei cansada mais cedo e, agora, com 7 meses de gravidez arrasto-me para andar uns poucos metros. Para mim, que gosto de andar rápido e com genica, é uma coisa que me faz alguma confusão.
Ainda há dias fui apanhar o minibus uns metros abaixo da minha casa e reparei num velhinho que estava a subir a rua, com dificuldade, mais ou menos à mesma velocidade que eu e com uma dificuldade semelhante. É estranho, no mínimo. Depois do parto, logo que posso, tenho que me colocar fortemente no exercício físico.

5- A pele. Não fiquei com aquela risca escura na barriga mas tive outras alterações na pele. Também me senti inchada e pesada muito mais cedo do que anteriormente.

6- O bebé a mexer. Senti  pelas 19 semanas. Com a Maria foi bastante mais cedo.

7- As preocupações e a ansiedade. Menos, muito menos.
Com duas crianças pequenas para cuidar acabamos por relativizar muito mais. É uma questão de sobrevivência e sanidade mental.

Uma coisa que me ajudou muito nesta gravidez, no que diz respeito ao tamanho com que fui ficando rapidamente, foi a roupa de grávida que já tinha e que comecei a usar muito cedo.
Se na gravidez da Lara vesti sempre a minha roupa normal, agora a coisa já não foi tão simples e soube-me bem ter roupinha de grávida para vestir.

Deixo aqui algumas coisas giras para espreitarem. E, se formos a ver bem, muitas coisas dão para usar mesmo depois do parto.
 
As primeiras imagens são de roupa "comum" e as segundas de pijamas e soutiens de amamentação, itens essenciais para estar confortável.

 

Os soutiens devem ser comprados logo nos primeiros meses de gravidez porque o peito cresce logo e é normal que os nossos soutiens já não sejam confortáveis. Os pijamas também deixam de servir rapidamente e se já custa dormir quando a barriga fica maior nem consigo imaginar como seria dormir sem pijamas adequados. Foram dos melhores investimentos que fiz em roupa para a gravidez (e convenhamos que usei e ainda estou a usar muito). :D

Clicar nas imagens para ver preços e detalhes.

 

Soutiens de amamentação e pijamas (a la Redoute está em promoção, cliquem e vejam).

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Purpurina 07.06.2018

    Sim... os cheiros. Enjoei muito o álcool (vinho, conhaque e essas coisas). O meu namorado não podia beber nada disso perto de mim.
    Mas 9 meses deve ser bem desafiador. Para mim, 3 meses já foram bem complexos...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.