Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 18.12.18

"Irmãos sem ciúmes": Este livro não é nada aquilo que eu esperava

 

irmaos sem ciumes.jpg


Recomendaram-me o livro: "Irmãos sem ciúmes" e decidi comprá-lo.

Já o li quase todo e tenho-o sublinhado em várias páginas. Tem informação bastante relevante e útil e não posso dizer que me tenha arrependido de o ter comprado. É um livro a que vou voltar, certamente, muitas vezes e que me tem ajudado a alterar o meu comportamento e, consequentemente, o comportamento das minhas filhas.

Todavia, a forma como o livro é escrito e a forma como as ideias são expostas, deixou-me bastante desconfortável. E isto é muito pessoal. Provavelmente outras pessoas não sentirão o mesmo ou podem senti-lo de forma bastante diferente.

Passo a explicar:

O livro descreve a experiência de vários workshops que as autoras realizaram com pais e mães que queriam resolver (ou lidar melhor) com os conflitos entre os seus filhos.

Neste sentido, grande parte do livro descreve todo o tipo de conflitos entre irmãos e a forma como esse conflitos podem ser marcantes durante toda a sua vida, condicionando fortemente a relação deles, mesmo na fase adulta.

Ora como filha única que sou e por ter desejado sempre tanto um irmão, sempre romantizei muito a relação entre irmãos. O facto é que é um tipo de relação que não conheço de forma nenhuma e ler este livro deitou por terra a minha ideia do que era ter um ou mais irmãos.

As histórias que ali se contam não são bonitas e são, com certeza, apenas uma parte da realidade que não retrata todas as famílias e todas as relações entre irmãos. Aqui são retratados os casos que correm menos bem para que possam ser apresentadas soluções para os resolver. E está muito bem assim. E é útil assim.

Ainda assim gostaria de ter lido um livro com uma abordagem mais positiva. A par dos casos em que as coisas são problemáticas gostaria de ter alguns casos de situações em que os irmãos têm relações fantásticas e exemplos do que fazer para que as coisas sejam assim.

Aqui tenho muito a sensação de que são dadas as soluções para resolver conflitos já existentes mas não são dadas ferramentas para que as relações entre os irmãos sejam, à partida, de amizade e cooperação. 

Sinto que falta neste livro,uma abordagem mais positiva desta questão. Gostaria de ter acesso a exemplos de casos que não são problemáticos, de casos onde até está tudo bem a maior parte do tempo. Acredito que, com bons exemplos também se aprende muito, senão mais ainda. Teria sido interessante ter os dois casos apresentados no livro.

Por aí alguém que tenha lido este livro? O que acaharam?




Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.