Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 21.05.16

Joy

joy

 

Acredito que a natureza humana no geral não é boa. Tenho pouca fé na sabedoria das grandes massas e creio que quando muitas pessoas se juntam o resultado não tende a ser muito positivo.

 

Apesar disso tenho a certeza de existirem pessoas excecionais e um grande potencial em cada um de nós para nos transformarmos no melhor que podemos ser, bastando para isso que esse potencial se alie à nossa vontade.

 

Tenho muita fé no poder da empatia pelo próximo e acredito que, quando passamos por uma situação difícil, tornamo-nos muito mais afáveis e tolerantes com as pessoas que encontramos na mesma situação. Esta é uma característica boa do ser humano. A capacidade de se colocar no lugar do próximo e sentir simpatia pela sua situação e vontade de ajudar.

 

Isto para dizer que gostei muito do filme "Joy", muito bem protagonizado por Jennifer Lawrence, por retratar maravilhosamente duas coisas: a força que podemos ter quando acreditamos em nós e deixamos de ouvir os outros, e a capacidade que temos de sentir empatia pelo próximo, ajudando-o quando podemos, em vez de escolhermos humilhá-lo e enxovalhá-lo.

 

Joy conta a história verídica de uma mulher inteligente e criativa que, por estar rodeada de pessoas tóxicas e oportunistas, não consegue escapar de uma vida cheia de problemas.

 

Até que começa a acreditar em si e a trabalhar na realização dos seus sonhos, aprendendo a sobreviver no agressivo mundo comercial. Isto sem perder a essência do seu caráter de pessoa simples e muito esforçada.

 

Esta é a parte mais complicada. Quantas vezes não encontramos pessoas que, depois de adquirirem algum sucesso na vida pessoal ou profissional, passam a desprezar tudo o que eram antes? Quantas pessoas que sofrem de algum tipo de bullying aproveitam a primeira oportunidade para reverter os papéis e tornar-se no agressor? Este filme é sobre as outras pessoas, aquelas que conseguem lutar pelos seus sonhos sendo exatamente aquilo que são, sem venderem os seus ideais e valores.

 

Apesar de não ter gostado particularmente da dupla Jennifer Lawrence e Bradley Cooper, em "Silver Linings Playbook", deste filme gostei bastante, principalmente da interpretação de Jennifer.

 

Podem ver o trailer aqui.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.