Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qui | 24.01.19

Lara, a babysitter

lara e eduardo.jpg

Ela e a Maria adoram o bebé.

Fazem uma festa quando o vêm, falam-lhe com vozes "fininhas" e querem pegar-lhe ao colo e brincar com ele a toda a hora.

A Lara já me ajuda a entrete-lo muitas vezes. Fica perto dele e vai falando com ele enquanto eu vou fazendo tarefas em casa (sempre por perto e de olho neles, claro).

Um dia destes a Lara sentou-se ao lado do irmão e começou a ler-lhe uma história (à maneira dela, descrevendo o que via no livro e recitando as partes que já tinha decorado).

Acho a coisa mais fofa do mundo, ver a Lara a "ler" livros ao Eduardo e também à Maria.

É das coisas que mais me enche o coração: ver os meus filhos a cuidarem uns dos outros e a tratarem-se com amor.

Por isso faço questão de pedir à Lara para me ajudar com os irmãos. Sei que não é uma obrigação dela mas o cuidado e a ajuda ao o próximo é algo que quero incutir. E, nada melhor, que lhe dar algumas responsabilidades com os irmãos para fazer crescer valores de altruísmo nas crianças desde cedo.

A Lara já me tem ajudado a vigiar os irmãos, a dar comida à Maria, a calçar a Maria, a ensinar palavras à Maria, a fazer pequenas tarefas em casa, a limpar, a arrumar entre outras coisas que vão surgindo.

Faço questão que cuidem uns dos outros, que cuidem de si e que cuidem de nós, pais, também. Gosto de pensar em nós como uma pequena comunidade onde todos têm importância e um contributo a dar.

É nisto que acredito e só me resta esperar que dê certo.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.