Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 18.09.17

Maria, a safadinha

Fomos até à Quinta dos Açores beber um café e comer um geladinho de chocolate com queijo de São Jorge.

A Maria estava na sua cadeirinha de bebé, com um xilofone de madeira à frente, toda contente a tocar e a "cantar" a roda do autocarro à sua maneira.

Na mesa ao lado estava um casal com dois filhos, sendo que o mais novinho, com uns 3 anos, estava a olhar para a Maria a tocar xilofone.

E não é que a miúda, com os seus 15 meses, começou a exibir-se e a sorrir para o miúdo?!

Fartámo-nos de rir porque, na verdade, nunca tinhamos visto nada assim. Ainda por cima a Maria não é conhecida pelos seus modos simpáticos e sorridentes.

Ela estava, literalmente, a fazer-se de engraçada para o menino.

E ficou nisto, a tocar, a abanar as perninhas e a rir imenso, sempre a olhar para o menino (que era bem bonito, por acaso).

Até que chegaram uns amigos nossos e ela, estranhando, começou a chorar e a berrar. :P


2 comentários

  • Imagem de perfil

    Purpurina 19.09.2017

    Olá Natacha, lembro sim. :) Como estás?
    ahahahahah que menina maravilhosa! :D Acho essas coisas o máximo! As miúdas são surpreendentes e muito castiças. :D Saem-se com cada uma.
    Eu cá era bem tímida quando era pequena. :P
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.