Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 15.02.17

Motivos de orgulho e de vergonha na minha dieta

dieta-saudavel-7.jpg

 


Pensei durante uns segundos se lhe ia chamar dieta ou não mas, de acordo com o dicionário, dieta significa regime alimentar, que pode estar associado ou não a um segmento de tempo (como no caso de dietas para emagrecer ou para engordar).

 

No meu caso, sempre que me referir à dieta, refiro-me às minhas escolhas alimentares.

 

Posto isto, resolvi fazer uma reflexão sobre as coisas que estão a correr bem e as que estão a correr menos bem na minha dieta.

 

Vamos dividir isto em factos de que me orgulho e factos de que me envergonho.

 

2 Factos de que me orgulho

 

Quase não como carne vermelha.

O meu objetivo era comer carne vermelha apenas uma vez por mês mas, neste momento, nem isso como. Simplesmente não tenho vontade. Só de pensar nisso fico meio mal disposta.

A pouca carne vermelha que como é em pizzas ou em croissants mistos que como muito de vez em quando.

 

Apesar de adorar, tenho resistido a pipocas.

Confesso que custa-me um pouco não comer pipocas. Sempre adorei aquelas pipocas de cinema, quentinhas e estaladiças, amarelas de tanto açúcar. Era capaz de comer um balde de tamanho familiar sozinha.
A certa altura apareceram uns baldes no supermercado Continente, a 2 euros, que também eram muito boas. Fartei-me de comprar para comer em casa enquanto via filmes e séries.

Mas tenho resistido, de verdade. Não como mesmo há meses. 
De vez em quando lá deito a mão a um pacote no supermercado mas quando vejo as quantidades obscenas de açúcar (quase 50%) desisto logo.

 

 

2 Factos de que me envergonho

 

Tenho comido bem mais do que um ou dois doces por semana.

Não é que os procure mas, se aparecem em casa ou no trabalho, não resisto. E aparecem muitas vezes: há sempre alguém que leva um bolinho, alguém que faz anos, um almocinho fora com as  amigas... enfim, motivos para perniciar não faltam.

Aqui falta-me muita força de vontade.

 

Tive uns episódios de compulsividade a comer.

Pensava que já me tinha livrado disto mas não.
Não tem acontecido muito mas, no mês passado, aconteceu umas duas vezes. Acontece sempre que estou mais cansada ou mais ansiosa. Começo a comer doces desenfreadamente e, já quando estou satisfeita e sem vontade de comer mais, arranjo mais um doce qualquer para comer como se estivesse cheia de fome. No outro dia, depois de ter comido um gelado e um pão de alho, fui a um café tentar comprar um doce. O objetivo era uma malassada mas como não havia, comprei um gelado de framboesa e chocolate branco (um dos poucos que havia e do qual não gostava especialmente) e comi aquilo tudo apesar de não me estar a saber nada bem.

Bom... para tentar resolver esta e outras questões retomei o yoga diário. Na verdade são só uns alongamentos ao acordar mas sempre é melhor que nada e já vejo resultados nos níveis de ansiedade.

 

E vocês, andam a portar-se bem ou quê? :P

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Purpurina 15.02.2017 14:57

    :D O meu calcanhar de Aquiles é mesmo o doce. Sou muito gulosa.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.