Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 23.04.16

Não gosto nadinha de roupa de inverno

cachorro-com-roupa-de-inverno

 

 

Estamos praticamente a meio da primavera e ontem foi o primeiro dia em que saí de casa com uma camisola leve e um casaquinho de malha, sem ficar a bater o dente em dois minutos.

 

Não gosto de roupa de inverno, sinto-me apertada e enchouriçada com mais do que uma camada de roupa. Do inverno gosto da chuva, do cheiro a terra molhada, do conforto de beber chá quente e ver um filme enrolada numa manta, e pouco mais.

 

Quando era adolescente gostava do inverno e de andar enchouriçada. Por uma razão muito estúpida.Eu era muito magra e detestava. Tinha muitos complexos. Nunca poderia imaginar que, anos mais tarde, iria ter o problema inverso.

 

Chegava a comer quantidades industriais de pão de uma só vez (e sem vontade) para ver se engordava. Outra coisa que fazia era calçar dois pares de collants grossas debaixo das calças de ganga justas para "as encher".  E não era só no inverno.Não sei se fiquei traumatizada com isso ou não mas, hoje em dia, ter um par de collants debaixo das calças de ganga seria impensável. Sentir-me-ia super desconfortável.

 

Também não aprecio especialmente os dias de calor sufocante. Gosto daquele tempo ameno, em que saímos de casa com uma t-shirt de algodão e umas calças de ganga e estamos sempre confortáveis.

 

No roupeiro, a minha roupa de inverno resume-se a quatro ou cinco pijamas de manga comprida, dois ou três cachecóis leves, umas luvas e um casaco de penas comprido. Apenas isso.

 

O que tenho mais são camisolas de algodão, calças de ganga e vestidos e malha de algodão. Visto o casaco por cima e pronto. Acaba o frio e dispenso o casaco. Simples assim. Não suporto camisolas de lã e muito menos várias camadas de roupa em cima da pele.Tenho esperança de já ter chegado aos dias mais amenos do ano.

 

Creio que, dentro de uma semana, já estarei a guardar o casaco e a colocar no armário todas as camisolinhas de verão que tenho guardadas.

 

Estou ansiosa por andar de calções curtos, túnicas leves e chinelos, e sair de casa assim mesmo, para tomar café ou comer um gelado, numa esplanada com vista para o mar.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.