Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 17.10.15

Narcos

NARCOS S01E06

 

Já comecei a ver a série da Netflix mais falada do momento: Narcos.Todas as críticas a que tive acesso eram bastante positivas pelo que as minhas expetativas eram muito elevadas.

 

Apesar do tema do tráfico de drogas não ser (nem de longe) original, o facto da série contar a história real do maior e mais violento traficante de cocaína que existiu, já é quase uma garantia de sucesso, desde que o argumento, direção e produção sejam competentes.

 

E são, muito.Wagner Moura, que já conhecia de bons  filmes brasileiros e interpreta Pablo Escobar, está irrepreensível. O argumento e a produção também são bons.

 

Por vezes, a série parece-me mais um documentário (talvez por intercalar imagens reais com a ficção) e ainda não decidi se isso me agrada ou não.

 

Quase no fim da primeira temporada, posso dizer que o saldo é positivo.

 

Julgo que será uma série mais apreciada por homens. É crua e objetiva, não se prendendo muito em aspetos emocionais e filosóficos. É um relato de factos, simples e direto, por vezes chocante e duro, mas nunca demasiado emocional, nem empático.

 

Não chegamos a ter tempo ou oportunidade de nos afeiçoar às personagens. As pessoas estão ali para explicar as situações, como personagens de um jogo maior, que as ultrapassa em importância.

 

Existe muita acção centrada no tráfico de droga. As relações pessoais são deixadas para último plano.

 

É por isso que a série, para mim, nunca chegará perto da saudosa "Breaking Bad" e de "Os Sopranos".

 

Sou rapariga. Gosto de uma novela. Gosto de ter as pessoas e as suas paixões como centro de tudo e os acontecimentos como consequência das emoções.

 

Nesta série, as pessoas são apresentadas como joguetes de um fenómeno social que é o tráfico de droga. A droga branca, ensacada, símbolo de desejo e poder, capaz de provocar a morte direta e indireta de milhares de pessoas, é a personagem principal desta história.

 

É uma personagem demasiado fria para o meu gosto.

 

Mas recomendo a série. Muitíssimo.Tem um interesse histórico, político e social muito pertinente.Todos os curiosos acerca do mundo e do homem (eu incluída) vão, de certeza, gostar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.