Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qui | 12.03.20

O Eduardo com 18 meses

IMG_0394.jpg


O nosso rapazinho, com 18 meses, tem um apetite voraz, uma energia de pilhas duracell, uma certa teimosia a despoletar e um sentido de humor que nos deixa bastante orgulhosos.

O seu principal pesadelo parece ser ver passar comida à frente e ser outra pessoa a comê-la.

Na escola, já nos disseram diversas vezes, manda o refeitório abaixo aos gritos se não é o primeiro a ser servido. Em casa, igual. Mesmo depois de ter comido o almoço e a sobremesa, não pode ver ninguém a comer sem ele estar a comer também. Come bem de tudo mas é louco por pão e bananas. Também bebe bastante água.

Continua a mamar muito bem. 

Já fala bastante e o que não diz por palavras, comunica com expressões faciais e puxões. É um belo comunicador. :)

Assim, de repente, diz o seguinte: olá, mãe, pai, Lara, não (palavra preferida), cão, bola, chucha, banana, pai, mãe, água, adeus, avó, avô, já tá, tá bem e sai.

 Gosta muito de brincar com bolas, balões e carrinhos mas também é capaz de ficar bastante tempo a brincar comigo com os Pinypons das irmãs. Brinca mais comigo, com os Pinypons, do que a Lara ou a Maria.

Adora a Lara e está sempre atrás dela. Também gosta da Maria mas ela está sempre a bater-lhe e a espantá-lo. :) Acho que ela ainda o vê muito como o "concorrente" que lhe veio tirar o protagonismo de bebé da família.
O Eduardo, todavia, não é nenhuma vítima da Maria e defende-se bastante bem dos "encontrões da irmã", seja com as mãos ou com os gritos.

Não sei se é por ser o mais novo e crescer numa casa onde é preciso dividir tudo, mas é tão agarrado às suas coisas como a Maria. Não permite que mais ninguém leve a sua mochila para a escola e da escola para casa. Só ele é que a transporta. E ai de quem tocar na sua mochila indevidamente.

Fica bem na escola e manda-se para o colo das senhoras que tomam conta dele, mas há dias em que fica mais mimoso e choraminga se me vir a olhar para ele.

Gosta muito de falar com o avô Albertino no Skype e, sempre que o telemóvel toca começa a gritar: "Avôooooooo". Também gosta muito dos avós de cá e dos amigos com quem convive mais.

Já dorme a noite toda há imenso tempo e acorda entre as 7h00 e as 8h00 da manhã. Uma maravilha.

Reclama bastante mas não faz birras duradouras e, tanto quanto posso perceber, não fica ofendido. Faz a sua birra e, mesmo que a sua vontade não seja atendida, esquece rapidamente e parte para outra.

Obedece muito mais ao pai do que a mim (com as irmãs acontece o contrário) e eu penso que posso ser algo "mole" com ele. É mais forte que eu. O rapaz é muito fofo, o que é que posso fazer?!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.