Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Dom | 10.01.16

O melhor Bolo do Mundo

É o Bolo de Natal. Feito pela minha mãe do meu namorado.

 

A minha sogra faz uns doces fantásticos.

 

Os bavaroises que ela faz (de chocolate e nata e de nescafé) passaram a ser as minhas sobremesas preferidas. Isto antes de conhecer o maravilhoso Bolo de Natal.

 

Nunca comi nada assim! É que é mesmo bom... sabe a especiarias, bebidas doces, frutos secos, doces mascavados e exóticos... sei lá. É maravilhoso.

 

Eu nem devia comer doces mas... no natal e Ano Novo é permitido. Até deve fazer mal ao sistema nervoso não comer doces no Natal.

 

Voltando ao assunto, esta receita só pode ter origem num qualquer lugar do Oriente onde nascem tâmaras sob o calor de um sol muito quente.

 

Deixo fotos que de maneira nenhuma fazem justiça ao bolo.

 

Já disse que é  a melhor coisa que já comi?!

 

Deixo-vos a receita como um mimo de Ano Novo. :)

 

Ingredientes

 

500 g de açúcar

400 g de farinha integral com uma colher de sopa de fermento

500 g de manteiga a temperatura ambiente

10 ovos

100 ml de mel de cana

100 ml de mel de abelha

1 colher de chá bem cheia de canela

1 colher de chá bem cheia de chocolate em pó

2 cálices de vinho do Porto

400 g de fruta cristalizadas bem moídas

Nozes para enfeitar

 
 
Bater os ovos com o açúcar até fazer bolhas.
 
Junta-se a manteiga e bate-se bem.
 
Junta-se a farinha aos poucos, e os restantes ingredientes.
 
Mexe-se bem.
 
Coloca-se numa forma bem untada de manteiga e polvilhada de farinha.
 
Vai a cozer em lume médio, durante 1h30.
 
Depois de sair do forno e desenformado, ainda morno, rega-se com vinho do Porto.
 
 

Bolo de natal 2

 

 

bolo de natal

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.