Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 19.02.18

Podemos vestir-nos como se tivéssemos sempre 16 anos?

pete-bellis-396528.jpg

 

Tenho a certeza que sim. É o que faço há muitos anos.

Claro que há quem goste e quem não goste e isto do gosto de cada um é completamente subjetivo e discutível. E podemos todos opinar com educação e graça.

Eu adoro calças de ganga e camisolas simples. Há mais de de 20 anos que gosto e que me visto assim. :P
Ultimamente, por ter muitas oscilações de peso (também devido às gravidezes), tenho optado mais por vestidos. Mas são vestidos que vestiria com 16 anos. Nada muito "maduro", "chique" ou formal.

Na verdade ou não consigo gostar do estilo formal. Em algumas pessoas até posso achar alguma piada mas não em mim.

Em relação aos homens a mesma coisa. Não gosto nada de ver homens de fato. É algo muito pessoal. Não gosto e não acho nada "sexy". Gosto muito mais de ver um homem meio despenteado e com um ar bastante descontraído. Em relação às mulheres a mesma coisa.

Lembro-me de ter pouco mais de 20 anos e ter amigas que se vestiam como as suas mães (nada contra, claro, mas não me identificava nada com isso). Onde vivia as pessoa criticavam-me imenso por me vestir sempre como se tivesse 16 anos. De alguma forma era como se fosse menos séria, menos profissional ou menos alguma coisa por isso. Claro que eu não ligava nenhuma. No máximo apressava ainda mais os meus planos para "migrar".

Acho que hoje em dia essa questão coloca-se cada vez menos. Ou então é uma questão de tendência (desconheço) mas vejo cada vez mais pessoas de ténis e roupa descontraída em todas as ocasiões.

Creio que a forma de vestir tem cada vez menos influência nos mais variados contextos (ou quero acreditar nisso). Cada vez vejo mais pessoas (incluindo eu) a vestirem-se de forma confortável quando vão trabalhar. E, com franqueza, acho maior sinónimo de sucesso alguém ir trabalhar de calções e chinelos do que de fato e gravata. :D 

Mas, como é evidente, no que acredito mesmo é que cada um deve vestir-se como gosta mais (de ténis, de salto alto, de fato e gravata, de vestidos formais, de vestidos simples, de calças de ganga, de calções, como quiserem) sem ser julgado por isso. Regras básicas de convívio e bons modos devem ser a higiene, algum decoro (convém não ir trabalhar de fato de banho a não ser que se seja nadador salvador) e a gentileza. Isso sim deve marcar pontos para as pessoas. A roupa que vestem não.

Isto para dizer que me sinto muito confortável a vestir-me como se tivesse 16 anos. Não conheço outra forma. É o que tem a ver comigo, o que me deixa à vontade e bastante confortável. Não sou uma "senhora", não pretendo ser e não tenho nada contra quem é. 

E com isto, deixo-vos uma seleção de vestidos bem giros dos 16 aos 160 anos que são a minha cara.


Clicar nos vestidos para ver preço e detalhes.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.