Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qui | 21.06.18

Porque adoro a escola das miúdas

sopa de couve 7.jpg

 

Na creche da Maria existe um espaço novo que consiste numa mini quinta, onde são plantados  vários legumes e onde as crianças brincam de vez em quando, explorando a natureza livremente.

A Educadora da Maria (que eu adoro) envia-nos ocasionalmente fotos e vídeos das atividades das crianças na creche e da última vez que vi vídeos e fotos da Maria e dos seus colegas na pequena quinta fiquei tão emocionada que chorei baba e ranho. Ok, estou muito grávida o que explica perfeitamente este absurdo emocional mas a verdade é que eu adoro a escola das miúdas e muito dificilmente a trocaria por outra.

Um dia destes a Maria trouxe para casa um raminho de couves da horta da creche. :) Fiz uma bela sopinha com as couves que comemos todos com muita satisfação. Foi mesmo especial. É também por isto que sinto um carinho enorme por todas as pessoas daquela creche.

Tenho certeza que existem outras tão boas e melhores mas esta escola tem tudo aquilo que considero importante para as crianças pequenas.

- As crianças brincam na terra, sujam-se e são encorajadas a explorar a natureza à vontade (de uma forma respeitosa e ecológica, claro). Nunca pensei ver a Maria com um caracol na mão e, todavia, ela agora adora ver os bichinhos. Antes afastava-se e nem queria chegar perto.

- As miúdas adoram a escola e todas as manhãs estão cheias de entusiasmo para ir para lá. À tarde, a Maria chega a fugir de nós para não sair da escola.

- Todos os funcionários da escola são amorosos e afetuosos com as crianças não deixando de impor limites quando é preciso.
Eu sinto mesmo e desde sempre que existe um afeto verdadeiro no trato com as crianças e é da parte de todos os funcionários (uns mais que outros claro, mas não há ninguém que não me inspire confiança na escola).
Por outro lado existe uma imposição grande de limites e educação que apoio totalmente. A Lara na escola aprendeu a arrumar as coisas, a partilhar com os outros meninos, a solicitar favores com educação, a comer sozinha e muitas outras coisas que são uma verdadeira continuidade do que aprende em casa.

- Apesar de já termos sido dos últimos pais a ir buscar os filhos (não acontece muitas vezes mas as miúdas já foram as últimas a sair da escola) nunca senti que elas estivessem tristes ou desanimadas de alguma forma. A senhora que está com elas é muito querida e vê-se claramente que elas gostam de estar ali e não duvidam de forma nenhuma que os pais vão chegar.

- Existem várias atividades que envolvem os pais e, apesar de não participar em todas, sinto sempre que somos bem vindos e ouvidos em todas as nossas questões (das mais simples às mais fraturantes, que também as há).

- Sinto que existe mesmo muita segurança na escola. Sei que há conflitos entre as crianças, como é normal, sei que as miúdas dão e levam uns empurrões e uns puxões de cabelo mas também sei que há sempre alguém a ver e pronto a moderar da melhor forma qualquer conflito entre as crianças, para que não se desenvolvam situações mais complexas de violência ou desrespeito pela integridade física ou psicológica dos miúdos.

E muito teria a dizer sobre o que considero importante numa escola onde deixamos as crianças a maior parte do dia mas terá que ficar para outro post.

E por aí, o que valorizam mais nas escolas dos vossos filhos?

 



 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.