Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 27.04.16

Situações Caricatas #1 e #2

really

 

Inaugura-se neste espaço uma nova rúbrica : "Situações caricatas".

 

Esta é uma rúbrica que faz todo o sentido, uma vez que a minha vida está recheada de situações peculiares. Não está a de toda a gente?Basta sair de casa de manhã (às vezes nem é preciso tanto) para ser brindada por uma série de situações capazes de me deixar surpreendida, ou abananada, por uns instantes.

 

Tendo em conta a generosa quantidade de "caricaturas situacionais" no meu quotidiano, a rúbrica abre já com dose dupla.

 

Então foi assim:Decidi tirar a manhã para fazer uma série de coisas banais mas necessárias, tais como: comprar um dvd, beber café, ir ao banco e ir à segurança social. Fiz-me acompanhar por um livro para aproveitar todos os momentos de espera que iriam ter lugar e garantir, assim, uma manhã ainda mais agradável.

 

 

Situação caricata  #1

 

Tudo decorreu com normalidade até chegar ao banco. Tirei a minha senha e aguardei a minha vez com o livro sobre o colo. Chega a minha vez e dirijo-me à senhora do balcão pedindo-lhe o favor de me dar duas cópias de um documento comprovativo do meu nib.

 

Ela responde que pode dar-me uma cópia e eu depois poderei fotocopiá-la.Hã?!!!!

 

Então não podem dar duas folhas impressas a uma cliente do banco?!!!!! Só podem dar uma?!!!!Sentindo-me uma mendiga, com o peso de não ter lavado o cabelo hoje bastante acentuado, a letra dos "The Doors" a martelar-me na cabeça: "People are strange when you are stranger... faces look ugly when you're alone..." digo-lhe que não tenho onde fotocopiar o documento e preciso dele com urgência. Pergunto-lhe se não pode fazer o favor de me dar duas folhas em vez de uma.Nem uma palavra. A senhora nem se dá ao trabalho de me responder.

 

Dá-me as duas folhas. Agradeço e vou embora.

 

 

Situação caricata #2

 

Acabo sair do banco e dirijo-me à paragem do mini bus.

 

A uns metros de lá chegar vejo à minha frente um homem  a enfiar a camisola dentro das calças como se tivesse acabado de sair da casa de banho. Acho que não olhei diretamente para ele, mas de certeza que devo ter feito uma cara qualquer porque fiquei com a sensação de que não consegui disfarçar totalmente o meu espanto com aquela situação.

 

Passou-me pela cabeça a ideia preconceituosa de que ele era daquele género de pessoa que manda bocas às raparigas mas, com a minha enorme barriga de 7 meses de gravidez, calculei que não fosse capaz disso.Passei o mais normalmente possível pelo senhor.

 

E, de repente, ele sai-se com: "Parabéns!"

 

Ainda balbuciei um "obrigado" mas acho que ele não ouviu.

 

E foi isto. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.