Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 12.11.21

Socorro! Os meus filhos são um pouco... esganados!

henley-design-studio-XbZgARqXROc-unsplash.jpg

Sempre fui uma daquelas crianças chatas para comer. Não gostava de quase nada e era comum uma auxiliar da escola ter que ficar ao pé de mim, na cantina, para se assegurar de que comia alguma coisa.

De alguma forma, isto passou-me na adolescência e agora custa-me é parar de comer.

Enfim... não me lembro de ser esganada por comida. Por doces sim, mas por comida não.

Lembro-me, também, de verificar com alguma surpresa,  atitudes meio esganadas de crianças que tinham vários irmãos. Chegavam à mesa e começavam a comer os aperitivos vorazmente, como se tivessem receio que acabassem. Fiquei surpresa, sobretudo, por estas crianças estarem inseridas em famílias com um rendimento bem acima da média e de , claramente, nada lhes faltar, muito menos comida. Na altura, esta atitude "esganada" era um mistério para mim.

Até que formei a minha família numerosa. 

Ora,  é sabido que tenho alguns cuidados com a alimentação dos miúdos. E com a nossa. Por princípio, não comemos demais. Mas, nunca faltou comida em casa. Há sempre comida, mas não está à disposição a qualquer hora e de acordo com a vontade dos miúdos. Aqui, comemos todos quatro vezes por dia. A única razão para isso é manter um estilo de vida saudável e também alguma ordem. Se o Eduardo pudesse, simplesmente sentava-se à mesa e passava o dia a comer.

Tudo isto para dizer que os meus filhos são muito esganados. Sempre que aparece comida eles atiram-se a ela, tanto quanto a educação que lhes tento dar permite. Eles não saltam para cima da mesa nem nada do género, mas ficam muito atentos a contabilizar a comida e a assegurar-se que podem comer o máximo possível. Evidentemente, não estamos a falar de vegetais, mas de tudo o resto.

O facto é que, mesmo que se cozinhe em grandes quantidades, como somos cinco, a comida não dá para repetir um sem número de vezes. Se está muito gostosa, eventualmente acaba antes que todos possam comer tudo o que querem.

Por exemplo, se faço panquecas de manhã, elas acabam-se num piscar de olhos. O certo é que cada miúdo come umas quatro ou cinco panquecas, mas ficam sempre aborrecidos por não poderem comer mais. 

Tenho a sensação de que, sem cozinhar em doses industriais, isto acaba sempre por acontecer. Daí eles terem sempre a sensação de escassez quando uma comida saborosa é colocada na mesa. Sabem que, eventualmente, vai acabar e tentam comer tudo o que puderem.

É muito engraçado ver isto! E, continua a espantar-me quase sempre!

As vantagens desta situação é que os miúdos, em principio, não são muito esquisitos para comer fora de casa. Comem de tudo com muita vontade. 

Por aí, qual é a vossa experiência? Digam-me por favor que os meus não são os únicos esganados. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Purpurina 17.11.2021

    Os meus também fazem isso o que, confesso, desespera-me um pouco. :) É bom saber que, afinal, não é só por aqui. Ufa!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.