Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 11.08.18

Um bolinho delicioso para os mais pequenos e (mais) uma consideração sobre o açúcar

IMG-8895.JPG

 


Quem já me lê há algum tempo sabe o que penso sobre o açúcar na alimentação das crianças.

A Lara não comeu doces de nenhum tipo até ter bem mais de 2 anos e ainda hoje o açúcar é muito racionado cá em casa.

Ainda assim, com o tempo, tenho-me tornado muito menos radical com a questão do açúcar. Comecei a achar que o meio termo é o mais interessante e que, desde que comessem bem e de forma saudável, os meus filhos poderiam comer doces de vez em quando.

Posto isto, a Lara já come ovos kinder (uma ou duas vezes por mês) e pode comer também um gelado (sorvete de fruta preferencialmente) e bolos caseiros feitos por mim.

A Maria, que tem 2 anos ainda não come outra coisa de doces que não seja um bolo caseiro, com pouco ou nenhum açúcar, feito por mim.

Em relação aos bolos que faço também me tornei menos radical. Se antes fazia sempre bolos sem qualquer adição de açúcar, hoje já faço alguns com açúcar mascavado, açúcar de coco ou mel.

Claro que continuo a fazer muitos sem açúcar, até porque há bolos que ficam ótimos sem açúcar mas adoro o sabor do açúcar mascavado e não me parece muito mal fazer uns bolinhos que levem este açúcar em doses muito moderadas.

É o caso do bolo que costumo fazer para as miúdas levarem para o lanche da escola. Prefiro que elas levem este bolinho que tem açúcar mascavado do que bolachas de pacote, como a bolacha Maria.

Elas adoram o bolo e é muito simples e fácil de fazer.

Gosto de o fazer num tabuleiro para ficar bem baixinho e cortá-lo em quadrados ou retângulos, como se fossem bolachas molinhas.

Faz um sucesso enorme com as miúdas e o único problema é que, como o pai também gosta, desaparece num instante.

Fica a receita dos últimos que fiz mas podem fazer com outros tipos de bolo do mesmo género. O segredo é só colocar a massa num tabuleiro grande forrado com papel vegetal.

 

 

Bolachas de bolo de iogurte 

 


Nota:
O copo de iogurte servirá de medida para os outros ingredientes

 

1 copo de iogurte natural 
3 ovos
1 copo de açúcar mascavado (daquele castanho e melado)
2 copos de farinha de trigo
2/3 de copo de óleo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de chá de aroma de baunilha


Bater todos os ingredientes com a batedeira durante um minuto (exceto a farinha e o fermento).
Juntar a farinha e o fermento e bater mais 2 minutos.

Levar ao forno, pre aquecido a 180º, num tabuleiro grande forrado com papel vegetal, até ficar douradinho (cerca de 30 minutos, dependendo do forno). O objetivo é o bolo ficar muito baixinho para ser cortado em pequenos retângulos.

Bom apetite!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.