Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 16.01.16

Uma grande e colorida badalhoquice

Foi o que fizemos ontem à tarde.

 

Passei o dia e a noite sozinha em casa com a Lara e já não sabia muito bem como entretê-la.

 

Lembrei-me de umas tintas que tinha comprado há meses para fazermos pinturas com as mãos.Devia ter-me lembrado também de tirar um curso antes de me meter nestes trabalhos.

 

Correu mais ou menos assim:

 

Coloquei um lençol velho em cima da carpete da sala, várias folhas de papel A3 e dois boiões de tinta abertos, vesti uma bata de pintura à Lara e deixei-a dar largar à imaginação (ou à chafurdeira, isso agora depende do ponto de vista).

 

Foi uma alegria, ela adorou!

 

Enfiava as mãos na tinta, batia palmas, mergulhava as mãos numa folha de papel, e noutra e noutra e noutra. Transformou o amarelo e o azul em verde e deliciou-se a esfregar as mãos em papeis durante muito tempo.

 

A determinada altura tirei os boiões de tinta dali porque o que ela gostava mesmo de fazer era enfiar lá as mãos.

 

Quando, finalmente, começou a mostrar desinteresse na atividade, levei-a para a banheira imediatamente.E o que se seguiu foi a parte mais gira. Ou não.

 

Entre tirar toda a roupa da Lara para lavar, lavar-lhe as mãos a cara e o cabelo, deitar fora as folhas ensopadas de tinta, esfregar a carpete da sala (porque a tinta passou através do lençol) e lavar a banheira que tinha ficado toda azul, passou-se mais tempo do que na brincadeira propriamente dita.

 

Isto sempre tentando impedir que a Lara fizesse corridas em cima de móveis, saltasse no sofá como num trampolim ou se pendurasse na televisão.

 

Está visto que tenho muito a aprender sobre atividades que envolvam tintas.

 

Se calhar para a próxima tenho atenção ao seguinte:

 

- Vestir apenas roupa velha (a Lara e eu) porque a bata não chega.

 

- Colocar o lençol velho sobre uma superfície lavável e não sobre a carpete da sala.

 

- Disponibilizar apenas um pouco de tinta e não os boiões cheios.

 

-Fazer as pinturas em material diferente de papel (que fica todo molhado), uma tela será mais adequado.

 

É caso para dizer: aprendam comigo como não fazer certas coisas. 

 

 

 

 

pinturas 7

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.