Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Dom | 08.04.18

Viver mais devagar: um dos meus objetivos para este ano

alisa-anton-182057-unsplash.jpg

 

Sempre me lembro de ser elétrica: física e mentalmente. Ando (ou andava) sempre em passo apressado, tento estar sempre a fazer o máximo de coisas que consiga para ter tempo livre, tempo esse que utilizo para fazer ainda mais coisas...

Sempre levei à letra a máxima "Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje".

Estou a mudar, aos poucos.

O meu objetivo, agora, é mais não deixes para amanhã o que podes desfrutar, descansar e relaxar hoje. Faço mesmo um esforço consciente para andar mais devagar, para fazer as coisas com calma, com foco e com apreciação pelo momento.

Claro que existem coisas que têm que ser feitas com antecedência e continuo a faze-las: organização da casa, planeamento e preparação de refeições, planeamento de atividades para as crianças, etc. Mas, estando o essencial feito tiro sempre um tempo para meditar, para ler ou para estar calmamente a não fazer nada de especial.

Algumas das pessoas mais saudáveis e bonitas que conheço são extremamente calmas e tranquilas. Nunca as vejo preocupadas nem apressadas e às vezes não lhes faltam motivos para isso. Mas não, mantém uma calma doce e serena que de certeza lhes dá uma pele bonita e muitos e bons anos de vida.

De modo que um dos meus objetivos para este ano é mesmo andar mais devagar e com menos preocupações na cabeça. Não é fácil descolarmos-nos daquilo que sempre fomos (uma pilha de stress) mas é possível. Com força de vontade conseguimos disciplinar a mente para deixar passar as preocupações como nuvens passageiras e ao fim de umas semanas já nem conseguimos voltar a ter tanto stress na nossa mente.

A parte das preocupações já melhorou muito por aqui. Agora falta mesmo melhorar a parte dos movimentos e da "pressa". Até a levantar-me da cama era apressada e cheia de genica. Agora levanto-me devagar e com calma e tento caminhar da mesma forma. 

E já vi alguns resultados desta prática da calma: durmo melhor, ando muito menos ansiosa e enervo-me muito menos com tudo, em geral.

Até com as miúdas vejo diferença: fazem menos birras, estão mais calmas e serenas e dormem muito melhor. Só coisas boas portanto. :)

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.